Pernambuco confirma 241 casos das 1.722 notificações de microcefalia

Em Pernambuco, 1.214 casos de microcefalia em bebês seguem em investigação (Foto: GNews)

Pernambuco apresenta 1.722 casos notificados de bebês com microcefalia, dos quais 241 foram confirmados e 267 foram descartados após a realização de exames de imagem. Segundo o boletim da Secretaria de Saúde do estado, divulgado nesta terça-feira (8), os dados compreendem o período de 1º agosto do ano passado até 5 de março deste ano.

A relação do vírus da zika com os casos de microcefalia foi encontrada pelo Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães, da Fiocruz, em 68 bebês, através da detecção do anticorpo IgM no líquido cefalorraquidiano, mostrando que houve exposição dos bebês ao vírus. Dos 87 testes realizados, 17 casos tiveram um resultado negativo, enquanto dois seguem inconclusivos.

O boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde também mostra que, desde dezembro do ano passado, 2.713 casos de gestantes com manchas vermelhas na pele foram notificados em 117 municípios do estado. Desse total, 16 mulheres têm a confirmação de microcefalia do bebê intraútero.

Segundo a secretaria, as manchas podem ser ocasionadas tanto pelas arboviroses (dengue, chikungunya ou zika),  quanto por rubéola, intoxicação, alergia ou alguma outra virose. O exantema também não é indicativo que a mulher terá um bebê com microcefalia.

Pernambuco registra ainda 17 casos de bebês com suspeita de microcefalia que nasceram mortos e 9 que vieram a óbito logo após o nascimento. Os municípios onde aconteceram os óbitos foram Recife (2), Ipojuca (3), Agrestina (1), Araripina (1), Barra de Guabiraba (1), Belém de São Francisco (1), Bom Jardim (1), Bodocó (1), Calumbi (1), Caruaru (1), Floresta (1), Goiana (1), Ipubi (1), Lagoa do Carro (2), Macaparana (1), Olinda (1), Orobó (1), Ouricuri (1), Paulista (1), Petrolina (1), São Caetano (1) e São Lourenço da Mata (1).
Previous Post
Next Post

post written by:

0 comentários:

AVISO:
Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a nossa opinião. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Mata Sul poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada..