Bandas como Cavaleiros do Forró e Grafith são proibidas de serem contratadas pelo poder público

Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, o Procurador-Geral Adjunto do Ministério Público do Rio Grande do Norte, Jovino Pereira, disse que, além da prisão do ex-prefeito de Macau, Flávio Veras, e do afastamento do atual chefe de gabinete da Prefeitura, Francisco Guimarães, as investigações da Operação Máscara Negra resultaram na proibição das empresas envolvidas de serem contratadas pelo poder público. 
Segundo Jovino, Flávio foi preso por agir como mentor, em reiteradas práticas de crimes como peculato, desvio de verbas públicas e ausência de licitação na contratação de bandas para eventos como o carnaval.
Para o MP, Veras continuou, até hoje, cuidando dessas contratações.
Para o MP, apesar de afastado o ex-prefeito continuou com a mesma influência para praticar os crimes contra a administração pública.
Os promotores presentes revelaram a existência de um empresário local atuando como laranja de Flávio Veras.
As acusações de agora são todas relativas ao Carnaval de 2011, com uma cifra de R$ 1,515 milhão. No entanto, as investigações sobre a realização de outras festas promovidas em Macau continuam sendo investigadas”, explicou a promotora de Macau, Isabel Menezes.
As investigações do MPRN também se estendem aos eventos promovidos na cidade de Guamaré
Estão proibidas de se apresentar em eventos pagos com dinheiro público os grupos musicais Cavaleiros do Forró, Deixe de Brincadeira, Forró da Pegação, Banda Grafith. Esse grupos musicais estão impedidos de participar de procedimento licitatório e firmar contrato com pessoa jurídica de direito público, sendo tal medida informada especialmente ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Municípios de Macau e Guamaré.
E as pessoas envolvidas, como Francisco Gaspar da Silva Paraíba Cabral, estão proibidas de entrarem na Prefeitura de Macau.


Por: Portal NCO

Com superlotação maternidade do Hospital Regional recomenda outros hospitais

Com o atendimento em 120%  acima da capacidade, a maternidade do Hospital Regional dos Palmares solicitou nesta quarta-feira (25) que novos pacientes procurem outros hospitais da Região. A unidade tem 19 vagas destinadas ao SUS e está com 37 internados.
A assessoria do Hospital informou que em dias normais são realizados 8 partos por dia, mas devido a superlotação a unidade de saúde esta realizado 19 partos por dia. Não há previsão para que a situação se normalize. Por nota, o hospital ressaltou ainda que "o recebimento de novas admissões implicará em alto risco na segurança assistencial".
Ainda segundo a assessoria de imprensa com esse comunicado o hospital deseja garantir a integridade dos pacientes e a qualidade nos serviços, “Solicitamos que as pacientes que necessitarem de atendimento o façam em primeiro lugar em suas localidades ou na maternidade mais próximas” informou.

Valor de informação sobre suspeito de abuso sexual aumenta para R$ 4 mil

Retrato falado do suspeito de abusos cometidos em Bezerros (Foto: Divulgação/ Disque-Denúncia)
Aumentou para até R$ 4 mil o valor de informações sobre o suspeito de abusar sexualmente de duas mulheres e de três adolescentes em Bezerros, Agreste pernambucano. Os casos ocorreram na época de carnaval em um retiro religioso. Um homem entrou no local para roubar, supostamente, e cometeu os crimes, segundo as vítimas.
O Disque-Denúncia divulgou o primeiro valor, de R$ 3 mil, no dia 27 de fevereiro e o acréscimo de R$ 1 mil foi anunciado nesta quinta-feira (26). Durante este período, "recebemos seis informações que estão sendo checadas pela Polícia Civil. Pela complexidade do caso - já que o homem estava encapuzado -, a gente acredita que é um número significativo", afirma Alexandre César, coordenador do Disque-Denúncia no Agreste. Ele diz ainda que a recompensa foi aumentada para estimular o repasse de dados.
Junto ao anúncio do primeiro valor, a organização também divulgou os retratos falados do suspeito, confeccionados pelo Instituto de Identificação Tavares Buril. "Apesar das imagens diferentes conseguidas a partir das vítimas, todas são representações do mesmo suspeito. O caso está sendo investigado pelo delegado Antônio Dutra", informou à época o departamento de Comunicação do DDPE.
Quem tiver dados pode passá-los pelo telefone (81) 3719-4545, no interior, ou (81) 3421-9595 nas demais localidades do estado. Também está disponível o site da instituição, onde a população pode enviar fotos ou vídeos que contribuam às investigações. O departamento de Comunicação informa que "o serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido".
Entenda o caso
As pessoas estavam em um retiro espiritual promovido por uma comunidade da igreja católica. Inicialmente havia a informação de que, entre as vítimas, quatro eram adolescentes, porém, a polícia recentemente comunicou que são três menores e duas mulheres.

O homem levou ainda cerca de 20 aparelhos celulares e uma motocicleta, segundo o boletim da Polícia Militar. No dia 18 de fevereiro, a delegada regional Pollyana Farias comunicou ao G1 que detalhes sobre o caso não serão divulgados, para não expor as vítimas.

Polícia prende 'Nem da Baixada' acusado de vários crimes na Mata Sul de Pernambuco

Manoel Ferreira dos Santos conhecido pelos moradores como “Nem da Baixada”.
 Acusado de vários crimes como homicídios, assaltos e trafico de drogas.
Uma grande operação policial que contou até com helicóptero e mais de cinqüenta policias conseguiram prender, na madrugada desta quinta-feira no distrito de Barra de Sirinhaém na Mata Sul (26) Manoel Ferreira dos Santos conhecido pelos moradores como “Nem da Baixada”. Acusado de vários crimes como homicídios, assaltos e trafico de drogas.
De acordo com 10º Batalhão de Palmares o suspeito já vinha sendo monitorando há mais de três meses. Um grande aparato de policiais militares e um helicóptero foram usados na operação.Manoel Ferreira dos Santos “Nem da Baixada” foi baleado durante uma troca de tiros e precisou ser socorrido para emergência do hospital Municipal Olimpio Machado.
A policia informou que diversas armas e drogas que estavam com o traficante  também foram capturadas. Seis pessoas que fazem parte da quadrilha do acusado foram presos e conduzidos para o Presídio Rorenildo da Rocha Leão em Palmares. A ficha criminal do “Nem da Baixada” é extensa e com vários homicídios, trafico de drogas e assaltos na região.

Fonte: 
PMPE

Polícia prende casal de traficantes em Água Preta

Na noite da última quarta-feira (25/03), um casal de traficantes foi preso no município de Água Preta, zona da Mata Sul do estado. As autoridades investigam a participação dos meliantes em outros crimes.

Thiago Henrique da Silva Gouveia, vulgo “Thiago do Pavão”, 29 e Elinere Maria da Silva, vulgo “Nere”, 27, são acusados de manterem uma relação direta com o tráfico de drogas. Os suspeitos ainda são apontados como responsáveis por um homicídio ocorrido no centro da cidade em novembro do ano passado. Segundo informações repassadas pelos agentes, Elinere foi a mandante do crime e o seu comparsa o executor.

Os marginais foram detidos e levados à delegacia. A mulher foi encaminhada para a Colônia Penal Bom Pastor, em Recife. Já o outro delinquente, que tem várias passagens pela polícia, acabou sendo conduzido para o presídio Dr.Rorinildo da Rocha Leão, em Palmares.

Decisão da Justiça diz que PSB terá que indenizar dono de academia destruída em acidente com Eduardo Campos

Crédito da imagem: Eduardo Knapp/Folhapress
A Justiça de Santos decidiu que o PSB terá de pagar R$ 10 mil mensais ao dono da academia de ginástica destruída na queda do avião que transportava o então candidato à Presidência da República pelo partido, Eduardo Campos, no ano passado. A decisão da Justiça permite recurso, porque é de caráter provisório.
O empresário Benedito Juarez Câmara, 69 anos, dono da academia, alega não ter condições financeiras para fazer as reformas estruturais no prédio. As informações foram publicadas pela Folha de S. Paulo.
Em sua decisão, a juíza Natália Monti, da 9ª Vara Cível de Santos, entendeu que a indenização é uma “compensação pela impossibilidade de utilização do imóvel para o exercício de atividades profissionais”.
Diante do que a juíza chamou de “absoluta obscuridade” com relação à propriedade da aeronave, só é possível antecipar a responsabilidade do réu PSB.
O PSB afirmou que não vai se pronunciar, uma vez que ainda não recebeu a notificação da Justiça.

Comerciante leva cinco tiros no Bairro Santo Onofre, em Palmares

O proprietário de uma pequena mercearia localizada na rua principal do Bairro Santo Onofre, em Palmares foi baleado  dentro do estabelecimento no inicio da tarde desta quarta-feira (25) em Palmares na Mata Sul do estado.
Segundo as primeiras informações repassadas pela equipe do PortalPE10, Izaque José Roque de 31 anos estava trabalhando quando um homem  chegou e efetuou vários  disparos .
A vitima foi socorrido às presas para emergência do Hospital Regional de Palmares que através de sua assessoria de imprensa informou a nossa equipe que o paciente levou cinco tiros mais encontrasse consciente e vai passar por cirurgia e não corre risco de morte.  
Um grupo de operações da Policia Militar do 10º Batalhão de Palmares realiza nesse momento buscas nas ruas próximas ao local do crime a procura do suspeito que ainda não foi identificado. Até a publicação da reportagem ninguém foi preso.

Fonte: 
PE10

Palhaço é preso por suspeita de pedofilia após assediar meninas em Olinda


Um homem que trabalhava como palhaço foi preso por suspeita de pedofilia em Olinda, na madrugada desta quarta-feira (25), após tentar abusar sexualmente das crianças que conheceu em uma festa de aniversário no sábado (21), de acordo com a polícia. Ele foi contratado para animar a comemoração, mas aproveitou para se aproximar de um grupo de meninas de 10 e 12 anos. O acusado fez propostas íntimas e ameaças durante a festa e continuou com a abordagem pelo WhatsApp, até que a família de uma das crianças marcou um encontro com o homem e chamou a polícia.

O palhaço foi preso em flagrante na frente da casa de uma das meninas, no bairro de Jardim Atlântico, por volta das 2h desta quarta. A prisão aconteceu depois que a irmã de uma das vítimas, de apenas 10 anos, se passou pela menina no WhatsApp e marcou um encontro com o acusado. À tarde, as mães das quatro crianças que foram abordadas pelo acusado na festa ocorrida no sábado (21) já haviam prestado queixa no Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA).
“O celular da minha irmã estava desligado desde a festa. Mas, quando chegamos da delegacia, ligamos e vimos que havia 12 mensagens do palhaço. Ele perguntava onde ela estava, se não ia mais falar com ele. Contei ao policial e ele me disse para dar corda e ver o que acontecia. Me passei por minha irmã e comecei a conversar com o palhaço às 22h. Ele fez perguntas íntimas, mandou uma foto nu e pediu uma da minha irmã. Fiquei enrolando até quase 2h, quando a polícia chegou à minha casa. Disse que tinha vergonha de mandar foto, mas poderia ficar mais à vontade pessoalmente. Ele foi então para minha casa e foi preso”, contou a irmã da criança, a publicitária Maryanna Lacerda, 24 anos.
Segundo a publicitária, o palhaço perguntava se a menina se depilava, se já tinha beijado ou menstruado, se era virgem e também se podia mostrar "coisas" para ele. Além da foto nu, ele ainda enviou áudios eróticos durante a conversa no aplicativo e disse que queria tirar a virgindade da menina. O palhaço ainda disse que iria viajar para São Paulo na manhã desta quarta, por isso queria encontrar a criança na noite de terça. "Ele disse que se encontrasse minha filha, talvez não viajasse mais para ficar com ela. Ele disse que queria ficar perto dela, beijá-la. Queria que ela fosse a mulher dele", contou a mãe de Maryanna, Andrea Pimentel.

O major Alano Araújo da Polícia Militar, que efetuou a prisão, explicou que pediu para a família manter contato com o suspeito para que o efetivo tivesse tempo de chegar na residência e agir com segurança. "Quando estávamos perto, pedimos para a menina sair da casa. Ele se aproximou e nós fizemos a abordagem rapidamente. Nossa preocupação era que ele estivesse armado, então não deixamos que ele chegasse perto da menina para não correr riscos", afirmou. Segundo o major, o palhaço não teve tempo de fugir e não resistiu à prisão.
Maryanna Lacerda ainda disse que a irmã ficou estranha depois da festa de sábado, nervosa, agressiva e chorando bastante. Mesmo assim, não falou nada. As famílias só souberam do que havia acontecido na segunda-feira (23), depois que o acusado começou a ameaçar outra menina. “Na festa, ele pediu o celular de quatro meninas que tinham entre 10 e 12 anos. No outro dia, mandou mensagens pelo WhatsApp e começou a fazer perguntas íntimas. Depois, disse que as meninas não podiam falar aquilo para ninguém, ou mataria a família delas. Uma menina ficou com medo e contou à avó na segunda”, explicou Maryanna. A senhora logo contou o que havia ocorrido às mães das outras meninas e elas foram juntas à delegacia.
Mesmo assim, as mães das meninas haviam achado estranha a atitude do palhaço durante a festa. "As meninas começaram a se afastar dos convidados e o palhaço ficou rodeado de meninas de apenas 10 e 12 anos. Ele trocou telefone, perguntou onde elas moravam e estudavam, se já tinham beijado. Vimos ele apertando os braços delas, dizendo que elas não iriam sair dali, mas achamos que não era nada de mais. Só soubemos no outro dia, quando vimos as mensagens no celular. Ele dizendo que queria conhecer minha filha mais profundamente, mais de perto", contou Andrea Pimentel.
Ainda segundo Andrea, o palhaço era um funcionário terceirizado da empresa de animação contratada por sua família para a animar a festa de aniversário do seu sobrinho de 6 anos. Depois do incidente, a empresa não quis passar nenhuma informação do suspeito para da família. "É um alerta para as outras mães, para elas investigarem de onde vêm os animadores que contratam para as festas", alerta a mãe.
Depois de preso, o palhaço foi levado pela Polícia Militar para a Central de Flagrantes do Recife. O homem prestou depoimento e foi autuado por pedofilia. Na manhã desta quarta, será transferido para o Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel). "Ele foi autuado por aliciar crianças, cuja pena é de um a três anos. O caso será encaminhado para a DPCA, porque há outras vítimas e uma delas disse que foi abusada, bulinada", contou o delegado Sérgio Fernandes Nunes. Se mais este crime for confirmado, o suspeito pode ser indiciado por estupro de vulneráveis, segundo o delegado.
O suspeito, no entanto, nega o abuso. Na Central de Flagrantes, ele admitiu que havia enviado fotos eróticas pelo WhatsApp, mas disse que estava arrependido e só tinha feito aquilo porque sofre de problemas mentais. "Esta foi a primeira e última vez. Me arrependo do fundo do meu coração, porque isso não é coisa que se faça. Mandei a foto, mas não pretendia fazer nada porque tenho problemas mentais", alegou. O homem ainda disse que não tocou em nenhuma menina durante a festa, nem nas festas anteriores. Segundo a polícia, ele tem 31 anos e é natural de São Paulo.

Fonte:
G1 Pernambuco

Fim de coligações em eleições proporcionais

Da Folha de S.Paulo – Gabriela Guerreiro
O Senado aprovou nesta terça (24), de forma definitiva, o fim das coligações partidárias nas eleições proporcionais. A PEC (proposta de emenda constitucional) proíbe os partidos políticos de formar coligações nas eleições para a Câmara dos Deputados, Assembleias e Câmaras de Vereadores.
Ficam mantidas as coligações somente nas eleições majoritárias –presidente da República, governos estaduais, municipais e Senado.
Os senadores tinham aprovado a PEC no começo de março em primeiro turno e concluíram sua análise em segundo turno nesta terça. A proposta segue para votação na Câmara dos Deputados. No total, 62 senadores votaram a favor da PEC, 1 contra e 1 se absteve.
O objetivo da PEC é acabar com as chamadas "legendas de aluguel", quando partidos se unem próximo às eleições apenas para ampliar o tempo no horário eleitoral de rádio e TV ou aumentar a visibilidade de siglas "nanicas". O tempo para o horário eleitoral soma o destinado a todos os partidos que integram as coligações.
A proposta também dá fim aos chamados "puxadores de votos", em que deputados com votações expressivas garantem a eleição de outros que não alcançaram o chamado quociente eleitoral com seus próprios votos.